3 de outubro de 2016

Ex-deputados não conseguem se eleger em João Pessoa

O resultado das urnas nas eleições municipais deste ano não foi positivo para os ex-deputados da Paraíba que tentavam uma nova chance na política. Nenhum dos quatro postulantes a uma vaga na Câmara Municipal de João Pessoa. Nem o recordista de votos nas eleições estaduais de 2010, com mais de 57 mil votos, o deputado Toinho de Sopão (PTdoB) foi um dos candidatos a uma das 27 cadeiras, mas não obteve apenas 169 votos do eleitorado da capital.

Aos 81 anos, a ex-deputada federal Lúcia Braga (PDT) foi outra que tentou voltar à política através do mandato de vereadora da capital, mas não obteve mais do que 2215 votos e ficou na terceira suplência da coligação Trabalho de Verdade VI.

Fora da política há duas décadas, a ex-deputada Nadja Palitot também tentou uma vaga na Câmara da capital. A candidata, que não se elegeu, agradeceu os 977 votos obtidos. “Foram 45 dias muito intensos. Revi amigos, fiz novos, mas o que mais me impactou foi ver que quase nenhum dos problemas existentes em João Pessoa há vinte anos atrás foi solucionado. Desejo que cada vereador eleito cumpra efetivamente com seu dever e que o eleitor se aproprie do que é dele, que cobre, que acompanhe, que lute!”, disse.

Já o dr. Aníbal Marcolino (PSD), que foi deputado estadual por dois mandatos na Assembleia Legislativa, conseguiu 2.982 e também não conseguiu se eleger vereador. Em sua página no Facebook, Marcolino agradeceu os votos recebidos. “Nossa campanha foi feita de acordo com nossas condições. No corpo a corpo, casa por casa, reuniões e visitas. Divulgamos nossos trabalhos e nossos projetos. Gostaria de agradecer primeiramente a Deus por nos ter proporcionado vitalidade de enfrentar esse pleito. E também, agradecer todos os guerreiros e guerreiras que acreditaram no nosso projeto político e buscaram conquistar votos de forma limpa e honesta. Obrigado João Pessoa! O trabalho continua! Não paramos por aqui!”, afirmou.