14 de setembro de 2016

Manoel Junior cobra Cláudio Lima sobre ameaça sofrida pela esposa

MPE quer barrar Manoel Junior

Manoel Junior cobra providências (foto: divulgação)

O deputado federal Manoel Junior (PDMB) disse que vai se encontrar ainda na manhã desta quarta-feira (14) com o secretário de Segurança Pública do estado, Cláudio Lima, para cobrar providência quanto às intimidações sofridas pela sua esposa, a vereadora de Pedras de Fogo, Isabella Maroja Alves (PMDB), na campanha no município. Na noite desta terça-feira (13), a candidata à reeleição teria sido perseguida e sofrido ameaças do irmão do prefeito de Pedra de Fogos, Dedé Romão (PSB), ao tentar registrar Boletim de Ocorrência na Delegacia de Alhandra.

A peemedebista conta que foi perseguida e intimidada por vários elementos não identificados em dois carros, nas proximidades da comunidade Campo Verde, que chegaram atrancar o carro em que estava com mais três pessoas. Ela acionou a polícia, mas, segundo a vereadora, os policiais só chegaram ao local muito tempo depois.

Na delegacia, a vereadora relatou também que ao se dirigir a Alhandra, pela PB-032, foi seguida pelo irmão do prefeito, conhecido como Valdinho, que estava em uma picape Hylux, e outros veículos. A perseguição aconteceu até o entroncamento da BR-101. “Registrei o boletim de ocorrência e espero que as providências cabíveis sejam tomadas pelas autoridades competentes no sentido de restabelecer a ordem nas eleições municipais de Pedras de Fogo”, afirmou.

Manoel Junior, que disputa o cargo de vice-prefeito em João Pessoa, na chapa de reeleição do prefeito Luciano Cartaxo (PSD), disse que já havia reportado ao promotor eleitoral de Pedra de Fogo sobre o estado de guerra em que se encontra o município. Segundo o peemedebista, o irmão de Dede Romão, teria declarado que se não ganhava a eleição no dinheiro ou na bala. “Nesse episódio absurdo de ontem à noite, o irmão do prefeito mostrou uma arma para meu assessor, Hilton. Vou procurar as autoridades para providências”, afirmou.

Além de Cláudio Lima, Manoel Junior disse que vai agendar audiência com o presidente do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), desembargador José Aurélio da Cruz, para cobrar providências.