15 de setembro de 2016

Saúde, Lagoa e Manoel Junior foram os alvos da sabatina de Cartaxo na CBN

Cartaxo foi sabatinado na CBN (foto: Angélica Nunes)

Cartaxo foi sabatinado na CBN (foto: Angélica Nunes)

Angélica Nunes

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD) foi o sabatinado na manhã desta quinta-feira (15) pela equipe da CBN João Pessoa (101.7 FM). O candidato à reeleição pela coligação “Força da União por João Pessoa” foi questionado pelo pelos blogueiros do JORNAL DA PARAÍBA, Laerte Cerqueira, Rubens Nóbrega e Suetoni Souto Maior sobre problemas como a saúde do município, investigações sobre desvios na obra de reforma da Lagoa e legalidade no uso de armas de fogo pela guarda municipal.

No comando da apresentadora Nelma Figueiredo, o candidato Luciano Cartaxo respondeu, ainda, a preguntas da produção da CBN João Pessoa e também de ouvintes da rádio, a maioria relacionada sobre o candidato vice, Manoel Junior (PMDB). O prefeito disse que não esconde o peemedebista e afirmou que ele terá papel estratégico em sua gestão, caso seja eleito. “Manoel tem vasta experiência política. Temos um vice que está disposto a trabalhar por João Pessoa, tem trânsito livre em Brasília e temos o entendimento de que estamos juntos para fazer o melhor para a cidade”, pontuou.

Saúde

O jornalista Laerte Cerqueira destacou que a pesquisa Ibope, divulgada nesta quarta-feira (14), revelou que a principal preocupação de 38% dos entrevistados é com a prestação da saúde e indagou o prefeito sobre como ele pode prometer construção de novas UPAs e Casa das Dolas, se fez promessas não cumpridas como o hospital da Mulher e o atendimento no Ortotrauma de Mangabeira é alvo constante de denúncias devido a dificuldade para marcação de exames e cirurgia.

Cartaxo justificou que o Hospital da Mulher não saiu do papel porque a contrapartida financeira do Ministério da Saúde não chegou, em virtude do contingenciamento do governo federal na área da saúde, e com relação ao Trauminha, o prefeito disse que são feitas 40 cirurgias por mês, o que iria além da capacidade do município. “O Ortotrauma não faz seleção de pacientes. Fizemos um levantamento e João Pessoa tem hoje 800 mil habitantes, mas temos mais de 1 milhão de cadastrados do SUS. Temos praticamente uma população de Campina Grande sendo atendida na capital”, argumentou.

Desvios na Lagoa

Questionado pelo blogueiro Rubens Nóbrega sobre se a prefeitura de João Pessoa abriu procedimento interno para investigar as denúncias apontadas pela Controladoria Geral da União (CGU) e analisadas pelo Ministério Público Federal (MPF), Cartaxo se limitou a dizer que dispõe de relatórios da Caixa Econômica, que fiscaliza a execução da obra, e do Ministério das Cidades, que colocam claramente que a prefeitura executiva de forma correta a obra da Lagoa.

Guarda armada

O jornalista Suetoni Souto Maior perguntou se a prefeitura teria “cacife” para capacitar os guardas municipais para uso de armas, uma vez que a obrigação constitucional com a segurança é de estado e o município não teria recursos para isto. “A prefeitura está fazendo um trabalho de segurança preventiva. Eu poderia dizer que não iria me meter porque não é responsabilidade do governo, mas investimos com concurso para 336 guardas, desses 100 são mulheres. Temos um convênio com a Polícia Federal e aqueles que forem capacitados vão atuar com armas de fogo”, admitiu.

Mais entrevistas

A sabatina com os candidatos a prefeito de João Pessoa termina nesta sexta-feira (16), com a participação do Professor Charliton (PT). A entrevista tem início a partir das 10h, e o espaço do público está garantido através do WhatsApp da emissora: 98132-4088.